sexta-feira, 21 de julho de 2017

Novo protocolo de colaboração com o Projecto Outeiro do Circo

O Projecto Outeiro do Circo estabeleceu um protocolo de colaboração com o Museu de Arqueologia D. Diogo de Sousa (Braga), no âmbito das acções de estudo e tratamento de materiais arqueológicos cerâmicos resultantes das escavações arqueológicas a realizar em 2017.

O Museu de Arqueologia D. Diogo de Sousa, situado em Braga, é um organismo público, dependente da Direcção Regional de Cultura do Norte, definido na sua Lei Orgânica como um museu regional de arqueologia.
Este museu foi criado em 1918, como museu de arqueologia e arte geral, com o objectivo de obstar à dispersão do património local até então na posse de particulares e outras instituições.
Em 1980, com a sua revitalização, a missão do Museu foi redefinida como um organismo científico-cultural no âmbito disciplinar de arqueologia, passando a exercer as suas actividades básicas nos domínios do apoio à investigação, da museologia, da divulgação cultural, do apoio ao ensino e à defesa e preservação do património arqueológico regional.

As actividades a realizar no âmbito deste protocolo serão desenvolvidas pela arqueóloga Sofia Silva, responsável pelo tratamento e estudo de materiais cerâmicos do Outeiro do Circo.
O protocolo agora firmado contribuirá para a divulgação do Projecto Outeiro do Circo em termos nacionais, e possibilitará o desenvolvimento de outras acções de promoção que serão apresentadas brevemente.





domingo, 16 de julho de 2017

Balanço 3ª sessão "Grandes novidades da arqueologia da região de Beja"

A intensidade de trabalho nas últimas semanas não permitiu que fizéssemos neste espaço o balanço da 3ª e última sessão dedicada ao ciclo das "Grandes novidades da arqueologia da região de Beja", que agora se apresenta.
Assim, no dia 22 de Junho, encerrou-se este pequeno ciclo de conferências e conversas à volta de temas sobre a arqueologia da região de Beja com a presença de António Carlos Valera que presenteou os cerca de 20 assistentes com uma magnifica sessão sobre os recintos de fossos pré-históricos recentemente descobertos e intervencionados no concelho de Beja e não só. 
O orador convidado levou muito a sério o conceito proposto em torno das grandes novidades e revelou alguns dados ainda inéditos sobre sítios arqueológicos únicos aqui existentes, para além de ter feito um profundo mas necessário enquadramento da investigação realizada neste tipo de sítios a nível nacional e internacional. 
Tal como nas sessões anteriores, o debate foi mais uma vez bastante intenso e desenvolvido, possibilitando o aprofundamento de algumas das questões levantadas durante a conferência.


Em jeito de balanço final, este pequeno ciclo, organizado pela ADPBeja com a colaboração do Projecto Outeiro do Circo e o apoio da Câmara Municipal de Beja, envolveu um total de 76 assistentes no conjunto das 3 conferências e permitiu dar a conhecer localmente e para um público diversificado os resultados mais recentes das intervenções arqueológicas que abarcaram grande parte da pré e da proto-história da região e que estão a transformar radicalmente o cenário da ocupação humana que tínhamos como garantido até há bem pouco tempo atrás.
Um agradecimento especial aos dois conferencistas que se deslocaram a Beja para apresentarem os seus respectivos temas, Ana Margarida Arruda e António Carlos Valera, a toda a equipa da ADPBeja, incansável exemplo de como se deve estar no Associativismo, em particular ao seu presidente, Florival Baiôa Monteiro e também ao Pedro Gualter que fez grande parte do trabalho de "bastidores" e por fim aos funcionários da Biblioteca Municipal de Beja - José Saramago pela paciência com o nosso pouco respeito pelos horários da casa e por todo o apoio prestado.
Como compromisso para o futuro mais próximo tratar-se-à de procurar publicar os temas apresentados num formato também acessível ao público em geral e procurando também incluir outros temas que enriqueçam a publicação que se pretende editar.
E esperemos também pela possibilidade de organizar em conjunto um novo ciclo de conferências sobre temáticas que de algum modo se relacionem com o trabalho desenvolvido no Outeiro do Circo e que permitam o estabelecimento de pontes com outros agentes da região.



sábado, 15 de julho de 2017

Novo artigo sobre o Outeiro do Circo

No próximo dia 22 de Julho será apresentado em Almada o número 21 da revista Al-Madan, impressa e o tomo 3 da edição online. 
O Projecto Outeiro do Circo manteve a sua colaboração regular com esta importante revista científica e de divulgação arqueológica através de um artigo que relata de forma breve e acessível os resultados e as actividades desenvolvidas na campanha realizada no Verão de 2016.
Assim que for possível o artigo ficará disponível para descarregar através da página Bibliografia, na barra superior deste blogue.


Projecto Arqueológico do Outeiro do Circo (Beja). Campanha de 2016.
Miguel Serra, Eduardo Porfírio e Sofia Silva

Resumo
A campanha de 2016 do projecto de investigação “O povoado do Bronze Final do Outeiro do Circo (Beja)” que decorreu no passado mês de Agosto é apresentada, de forma sucinta, neste texto destinado a reportar de modo acessível e objectivo os principais resultados obtidos com a intervenção. Indica-se também o planeamento de acções futuras, ao mesmo tempo que se dão a conhecer uma série de outras actividades de divulgação realizadas no âmbito de um programa de Educação Patrimonial integrado neste projecto desde o seu início.