domingo, 17 de junho de 2018

Balanço da Mesa Redonda "Arqueologia, Museu(s) e Comunidade(s)"

O Projecto Outeiro do Circo participou na Mesa Redonda "Arqueologia, Museu(s), Comunidade(s), que decorreu nos dias 15 e 16 de Junho no Fundão, com uma apresentação a cargo de Miguel Serra e Eduardo Porfírio intitulada "Conta-me como foi! Educação Patrimonial num projecto arqueológico (...perdido nas terras do interior)".
Esta iniciativa decorreu num espírito de partilha de experiências e diálogo entre os participantes que possibilitou a criação de novos laços e o compromisso de criação de uma maior união entre entidades que desenvolvem projectos de arqueologia e museologia comunitária e participativa em ambos os lados da fronteira. 
A apresentação do Projecto Outeiro do Circo pretendeu dar a conhecer o Programa de Educação Patrimonial aí desenvolvido desde 2008, centrando-se em aspectos como a inter-relação entre a Arqueologia e a Comunidade, as questões da memória e identidade e a criação de novas relações entre as comunidades e o sítio arqueológico.
Parabéns ao Município do Fundão e à associação RIBACVDANA pela escolha da temática, pela excelente organização e pela magnifica recepção com que brindaram os participantes. 



Foto de RIBACVDANA.

Foto de Miguel Serra.

quinta-feira, 7 de junho de 2018

Projecto Outeiro do Circo na Mesa Redonda "Arqueologia, Museu(s) e Comunidade(s)"

O Projecto Outeiro do Circo irá participar na Mesa Redonda "Arqueologia, Museu(s) e Comunidade(s)", onde se irão debater temas centrados na Arqueologia e Museologia Comunitárias e que decorrerá nos próximos dias 15 e 16 de Junho no Fundão e Barroca do Zêzere, numa organização conjunta do Museu Arqueológico Municipal José Alves Monteiro - Município do Fundão e da associação RIBACVDANA.
A participação nesta iniciativa ficará a cargo de Miguel Serra e Eduardo Porfírio, coordenadores científicos do projecto, com uma apresentação intitulada "Conta-me como foi! Educação Patrimonial num projecto arqueológico (...perdido nas terras do interior)", que terá lugar no dia 15 de Junho integrada na sessão "Arqueologia, Museus, Território e Comunidades".


terça-feira, 5 de junho de 2018

Balanço da caminhada "Do alto destas muralhas trinta séculos vos contemplam" - Mombeja, 2 de Junho

O passado dia 2 de Junho foi o momento de revisitar o Outeiro do Circo através de uma iniciativa integrada na Semana Cultural de Santa Vitória e Mombeja, organizada pela junta de freguesia, e que propôs uma caminhada entre a aldeia de Mombeja e este sítio arqueológico. 
O percurso em si contou com a organização do Grupo Desportivo e Cultural de Mombeja, que recebeu os cerca de 50 caminheiros os orientou ao longo de 10 km, com partida de Mombeja, seguida de paragem no Outeiro do Circo para uma breve explicação a cargo dos coordenadores do projecto de investigação que entre 2008 e 2017 se debruçou sobre este sítio e a região envolvente. Após este momento os participantes seguiram através do Olival de Corta Vento em direcção a Mombeja, podendo apreciar campos floridos e paisagens verdejantes e variadas (olival tradicional, galerias ripícolas, campos de cereal, montado...), cada vez mais raras na região. 
À chegada a Mombeja, a organização brindou os caminheiros com um almoço convívio a que se juntaram mais umas dezenas de inscritos.
Da parte da equipa do Projecto Outeiro do Circo aqui fica o agradecimento a todos os participantes, ao Grupo Desportivo e Cultural de Mombeja e à União de Freguesias de Santa Vitória e Mombeja, com o desejo de que haja mais "regressos" em breve!
Foto de Miguel Serra.
Outeiro do Circo
Foto de Miguel Serra.
Subida ao Outeiro do Circo
Foto de Miguel Serra.
Explicação sobre o Outeiro do Circo
Foto de Miguel Serra.
Olival de Corta Vento
Foto de Miguel Serra.
Almoço convívio em Mombeja

quarta-feira, 30 de maio de 2018

Outeiro do Circo na Semana Cultural da União de Freguesias de Santa Vitória e Mombeja

O Projecto Outeiro do Circo volta a colaborar com a União de Freguesias de Santa Vitória e Mombeja, no âmbito da Semana Cultural, que decorre entre 26 de Maio e 3 de Junho.
No dia 2 de Junho, com início às 8h30 em Mombeja, haverá lugar à caminhada "Do alto destas muralhas trinta séculos vos contemplam", que propõe um percurso até ao Outeiro do Circo comentado pelos arqueólogos Miguel Serra e Eduardo Porfírio. 
A seguir ao percurso sugere-se um almoço convívio para os participantes, organizado pelo Grupo Desportivo e Cultural de Mombeja.

domingo, 27 de maio de 2018

Do alto destas muralhas 30 séculos vos contemplam

O Projecto Outeiro do Circo colabora na organização da caminhada do Grupo Desportivo e Cultural de Mombeja, integrada na Semana Cultural da União de Freguesias de Santa Vitória e Mombeja.

Caminhada - 2 de Junho 
Do alto destas muralhas trinta séculos vos contemplam”.

Percurso: Mombeja – Outeiro do Circo – Mombeja = 10 km. 
Percurso comentado por Miguel Serra e Eduardo Porfírio, arqueólogos do Projecto Outeiro do Circo.
Duração: 3 horas.

Descrição: saída de Mombeja (paragem de autocarro) pelo campo de futebol em direcção ao Outeiro do Circo. No Outeiro do Circo haverá lugar a uma explicação sobre o sítio e sobre o território envolvente, seguindo-se uma merenda partilhada no campo. Após a merenda parte-se do Outeiro do Circo em direcção ao Monte do Circo para atravessar a estrada em direção à Horta da Fonte Paias e depois em direcção a Mombeja.




A participação na Caminhada é grátis mas haverá um almoço depois, para o qual é necessário fazer a inscrição e que terá um custo de 5 euros. O almoço constará de carne grelhada e sardinhas assadas.

As inscrições podem ser feitas em Mombeja, no Café Mousinho e no Mini-Mercado Maria Amália, em Santa Vitória na Junta de Freguesia ou através do mail gdcmombeja.btt@sapo.pt

domingo, 6 de maio de 2018

A ocupação do território 12

Monte do Mosteiro (Salvada/Quintos) - povoado fortificado do Bronze Final

O Monte do Mosteiro é um povoado fortificado situado sobre um meandro pronunciado que remata numa zona de encosta escarpada sobre a Ribeira de Terges. Reconheceu-se a existência de uma possível linha de muralha no acesso norte, apesar de não se conhecer a sua planta. Pelo tipo de implantação atribui-se-lhe uma cronologia entre o Bronze Final e a I Idade do Ferro, apesar de não se terem recolhido materiais, situação que necessitará da necessária comprovação arqueológica futura. A plataforma passível de ter sofrido ocupação possui cerca de 4 hectares. 
Será sem dúvida precipitado tecer mais considerações sobre este sítio devido ao parco estado dos conhecimentos, mas não podemos deixar de notar mais uma vez a importância da sua localização para o controlo de uma zona de passagem situada na Ribeira de Terges (Barros, 2012: 222; Serra e Porfírio, 2017; Serra, 2014). 

Bibliografia:
BARROS, P. (2012), O Bronze Final na região de Mértola. In, JIMÉNEZ ÁVILA, J. (ed.), Sidereum Ana II – El río Guadiana en el Bronce Final. Mérida: Anejos de AEspA, LXII, pp. 215-227. 
SERRA, M. e PORFÍRIO, E. (2017), Estratégias de povoamento entre o Bronze Pleno e Final na região de Beja. Scientia Antiquitatis, 1, p. 209-232
SERRA, M. (2014), Muralhas, Território, Poder. O papel do povoado do Outeiro do Circo (Beja) durante o Bronze Final. In VILAÇA, R. e SERRA, M. (coord), Idade do Bronze do Sudoeste - Novas perspetivas sobre uma velha problemática. Coimbra [http://www.uc.pt/fluc/iarq/pub_online/], p. 75-99.

Localização do Monte do Mosteiro (Salvada / Quintos) na CMP 541
Localização do Monte do Mosteiro (Salvada / Quintos) no Google Earth
Localização do Monte do Mosteiro (Salvada / Quintos) no Google Earth